O Facebook está testando um novo layout para sua página inicial, logo após o login. O Feed de Notícias (news feed) recebeu alterações drásticas e que valorizam ainda mais o Edge Rank.

O que é o Edge Rank? É o índice de qualidade que o Facebook dá às publicações. Quanto mais vezes um post for curtido, comentado, compartilhado e visto, mais terá destaque nas páginas dos seus contatos. Isso vale tanto para perfis quanto para páginas (fan pages). A fórmula exata nunca foi – e nunca será – divulgada, mas já se sabe que são esses pontos que afetam o índice de qualidade das publicações no Facebook.

O que mudou com o novo Feed de Notícias do Facebook? Agora ele tirou completamente os posts da ordem cronológica, mostrando em destaque os com maior Edge Rank. Você agora pode aumentar o índice de qualidade das atualizações através do ícone que aparece no canto superior direito de todos os posts e depois selecionando “this is a highlight” – em português “realçar isso”. Veja, abaixo, como se parece o novo Feed de Notícias do Facebook.



E os posts com baixo Edge Rank? Ficam num limbo praticamente invisível. Repare que, do lado direito do News Feed, aparece uma caixa “Relógio” – a mesma que aparece sobre o novo bate-papo. Ela faz um ultra resumo das publicações e últimas novidades dos seus contatos, fazendo com que o conteúdo pareça muito mais pobre. Veja, ao lado, como se parece essa desgraça.

Como voltar ao Mural antigo?

Só clicar no link

Facebook para empresas

As empresas terão de se esforçar muito mais para obter Post Feedback e visualizações.

Se essa novidade do Facebook faz com que só apareça com destaque aquelas publicações que têm um bom índice de qualidade, é necessário fazer com que ela escale essa pontuação através de uma chamada interessante, para ganhar acessos a partir do Relógio (representado ao lado desse parágrafo).







Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 5 )

MSN: Comunicação controversa



Oi, minha gente! Hoje estou aqui para falar dos ‘sentidos’ da comunicação que ocorre em um âmbito que 74% dos brasileiros, segundo dados do Ibope/NetRatings de 2008, frequenta: o tão famoso MSN.

E você, você mesmo que está lendo este post, possui um MSN? Muito provável que sim! Eu também possuo e, sempre que posso, estou online. Não há problema algum nisso, mas a questão é, que por mais emoticons que existam no Messenger e seus recursos sejam cada vez mais aprimorados para que a conversa seja o mais ‘real’ possível, pode haver alguma controversa na comunicação por este meio, uma vez que expressões irônicas podem ser levadas a sério, já que não se vê a pessoa com quem estamos conversando e a sensibilidade de abstração do ser humano, em minha opinião, está cada vez mais defasada.

Claro, há a webcam, por onde os indivíduos podem se ver, mas não são todos que a possuem ou a usam (eu tenho, mas confesso que sou alguém que não gosto de ligá-la: deixar que outra pessoa veja minhas expressões faciais diante de uma máquina faz sentir-me ‘estranha’... Hehe!).

Mas bem, vamos ao ponto em questão: por que pode haver controversa na comunicação? Vejam um exemplo que ilustra minha ideia:

Fulana diz:
Fala piriguete! (em tom irônico, sarcástico, rindo diante do computador)
Ciclana diz:
Como assim, piriguete? Eu não sou periguete não! Por que você ta dizendo isso? (Irritada, ofendida)
Fulana diz:
O quê? (espantada)
Ciclana diz:
É, isso mesmo! Era só o que me faltava... Vai #@%&... (furiosa)
Fulana diz:
Calma... (tentando se explicar)
Ciclana diz:
Não quero saber! (extremamente irritada)
Fulana diz:
Espera, deixa eu te explicar...
"Ciclana não pode responder porque parece estar offline."

Agora sou eu quem pergunta: o que fazer quando isso ocorre? Falo sobre este assunto porque já passei por situação parecida... Realmente é difícil, pois quando não há o ‘olho no olho’ tudo fica mais complicado e a situação exige muita perspicácia e paciência para analisar o contexto da conversa e a personalidade da pessoa que estamos conversando. E se for alguém que não conhecemos pessoalmente? Bem, daí a coisa complica... Hehe! Ah! Mas, com certeza, uma boa pontuação ajuda na hora da interpretação!

E imagina uma ‘D.R.’ através do MSN? Não termina bem, experiência própria! Hahahaha...

E, agora, vou parando com minhas palavras por aqui, mais frustradas e com mais dúvidas e indagações sobre a comunicação controversa pelo MSN... Tá, tá gente, me apropriei de uma hipérbole*, exagerei um pouquinho... Hehe! Mas comentem, expressando opiniões, soluções ou, até mesmo, ‘causos’ de controvérsias no ‘Windows Live Messenger’. Até mais! : )

* Trata-se de exagerar uma ideia, com finalidade enfática.

Fonte


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 1 )

Como se deve tratar uma mulher?



Tai uma bela pergunta á que venho me fazendo já há alguns dias! Vira e mexe ou sou muito “mole” ou então muito “grosso”. É literal! Não tem trocadilho infame dessa vez! O fato que não tem como ficar em cima do muro. Não tem como ser um lord inglês o tempo todo, senão a gente passa por bundão! E quando isso acontece de brinde vem uma sela e um par de esporas também! É fato comprovado. Mas, por outro lado, quando sou firme na resposta é sempre a mesma coisa: grosso, ignorante, cavalo (desse eu gosto), cretino... E a lista daria o post inteiro.



Então como dizem por ai e aprendi com as experiências da vida, fiquei observando o comportamento feminino mais detalhadamente e cheguei á algumas conclusões! E como sempre, pra praticar minha escrita fiz este post para os amigos lerem e para elas discordarem... Como sempre!

Gentileza não é viadagem! Mas o excesso é! Então, não tem que ficar fazendo tudo pra agradar. Seja, digamos, prático! Se esforce para ser gentil, mas não tem de ficar “alisando” o tempo todo!

Saiba dizer NÃO! A palavra contrária a essa é o caminho mais curto para você ganhar o título de otário do ano se for usada em larga escala. Então, vai treinando ai! Se tiver de dizer, diga e...

Não se explique muito! O que definitivamente vai te pregar numa cruz! Pesquisas comprovam que quem explica demais se enrola na própria língua! Portanto camarada fale somente o necessário quando for se justificar! Se ela aceitar bem! Se não aceitar melhor ainda!

Mas caso ela esteja com a razão - E isso pode acontecer! - não tem nada demais se desculpar! É fato que às vezes a gente exagera em uma discussão ou pisa na bola com algo que escapou entre os dentes. Então se tiver de fazê-lo, faça logo para não deixar acumular com a próxima cagad@ besteira que você pode vir a cometer! Se for grave, vai um presentinho, se não for, pague um sorvete ou compre um doce que ta tudo certo! Ai, você tem de ler o primeiro tópico! Lembre-se: Sem exageros!

Cuidar da aparência é ótimo! Mas se você fica se preocupando demais com seu próprio cabelo, repara no modelo de roupa que uma mulher usa e fica criticando. Sinto muito! Você esta lendo o post errado!

Elogie quando estiver bonita, do contrario fique quieto.
Nota importante: Se estiver muito vulgar (Vulgar=parecendo uma piranha), leia o tópico Não para a eventualidade de ela estar lhe fazendo companhia. Senão você passa por cafetão!

Palavrões! Esse item é complicado! Veja bem! Não tem – quase – nada demais soltar um ou outro durante uma conversa informal! Mas pô! Procura se controlar porr@! Se ela sentir que esta conversando com um brucutu ela vaza da sua frente! Então usa o bom senso e procure evitar! Se estiver no contexto da conversa, até um "vai toma no c*!" passa! Mas se virar rotina...

Última coisa que todos tem de entender: Mulher odeia homem mole! Ponto!

Resumo da ópera pra quem ainda estiver com dúvidas: Seja você mesmo! Não tente criar um personagem para agradar uma mulher! Aliás, agradar ninguém! Isso são mascaras! E essas você não consegue manter por muito tempo. Se uma mulher gostar de você do jeito que é, então está com a pessoa certa. Se ela fica o tempo todo te criticando,caia fora!


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 0 )

10 dicas para você negociar melhor


Com a globalização, reengenharia e outras tendências, todos os recursos são muito disputados e vence quem negociar melhor. O processo de negociação pode ser angustiante para quem não conhece as técnicas, mas é extremamente envolvente e apaixonante para os bem preparados.

1. Tente negociar tudo

Negociadores de sucesso sabem que tudo pode ser negociado. Isso quer dizer que você não deve aceitar nada que seja imposto. Em um nível prático, significa tentar negociar o valor de uma multa, a diária de um hotel ou o preço de uma passagem aérea. Você não pode negociar se não estiver disposto a questionar a veracidade e firmeza dos pontos de vista de seus oponentes.

2. Torne-se um bom ouvinte

Negociadores são como detetives: fazem perguntas e depois calam a boca. Na maioria das vezes, seu oponente vai falar tudo o que você precisa saber – contanto que você fique calado. Aliás, muitos conflitos poderiam ser resolvidos se os negociadores ouvissem melhor. O grande problema é que nunca fomos treinados a ouvir, e sim a falar.

Temos uma grande ansiedade em expor nossas opiniões e não conseguimos nos concentrar no que nosso oponente está falando. Duvida? Faça você mesmo um teste.

Em sua próxima negociação, veja quanto tempo consegue ficar calado, sem pensar em suas respostas nem interromper o outro lado… você ficará surpreso! Quem fala mais dá mais informação.

Como uma regra básica, lembre-se da célebre Teoria de Pareto. Fale 20% do tempo e ouça os outros 80%. Faça bastante perguntas abertas, aquelas que não podem ser respondidas com um simples “sim” ou “não”.

3. Planeje

Nunca vá para uma negociação sem fazer sua lição de casa. Existem várias informações que você precisa descobrir antes do início do processo, por exemplo: quais opções seu negociador tem? Quais as pressões que está sofrendo? Ele tem uma data-limite para resolver o problema? Qual o seu orçamento? Quando você planeja, a tensão e o estresse diminuem.

O cenário se torna mais familiar e novas opções vão surgindo à sua frente. Assim, você fica mais tranqüilo e confiante para qualquer negociação.

4. Peça alto ou ofereça baixo

Aristóteles Onassis já dizia “quem pede mais, leva mais”. Lembre-se de que o encarregado de defender seus interesses é você, ou seja, se você não pedir alto, o outro lado não vai ficar com dó e aumentar a oferta.

Na prática, o resultado será do valor pedido para baixo. O mesmo raciocínio se aplica se você estiver comprando. Em todas as negociações existe uma gordura de pelo menos 10%. Ela vai ficar com quem for mais ousado e pedir alto ou oferecer baixo.

5. Justifique sua oferta

Oferecer baixo ou pedir alto não funciona se você não souber como justificar sua posição. Descubra maneiras de mostrar o valor da solução que está propondo, diferencie sua solução. Saber diferenciar significa conseguir valores mais altos.

Veja o exemplo da água mineral francesa Perrier. Ao criar uma grife, ela consegue ser a água mais vendida no mundo inteiro e uma das que consegue o maior preço. Se alguém consegue diferenciar água mineral, certamente você tem elementos para fazer o mesmo em sua posição, não é mesmo?

6. Seja paciente

Os brasileiros gostam de resolver tudo muito rapidamente. Com a tensão do dia-a-dia, nossa paciência anda muito curta. Computadores parecem lerdos, um comercial na TV é interminável, um semáforo fica fechado para sempre – tudo demora muito.

No processo de negociação, porém, quem consegue esperar normalmente alcança melhores resultados. Se o outro lado tem pressa e você pode gastar o tempo que for necessário, sua vantagem é bastante grande. Com um bom planejamento, você não terá de lutar contra o relógio em sua próxima negociação. Você precisa de paciência e tempo para negociar bem.

7. Não aceite a primeira oferta

Se você aceitar a primeira oferta de seu oponente, ele sempre vai ficar com a sensação de que fez um mau negócio, que poderia ter auferido algo melhor.

Imagine esta cena: você vai comprar um carro usado. Depois de examiná-lo cuidadosamente, resolve fazer uma proposta indecorosa, 30% abaixo do valor real do mercado – só para começar a negociar. Nesse momento, o dono do carro lhe estende a mão e diz sorridente “aceito!”. Negócio fechado. Qual será sua reação? Será que realmente fiz um bom negócio? Esse carro deve ter problemas…

8. Nunca dê nada de graça

Tudo que é dado de graça não tem valor. Faça o outro lado valorizar cada concessão. Não dê nada, troque tudo, por exemplo: se ele pedir um desconto adicional no preço, solicite uma condição de pagamento mais favorável.

Se ele pedir mais prazo, peça algo em troca. A palavra mais importante no vocabulário do negociador é “se”. Tudo o que começa com “se” está no condicional e implica uma troca: se você fizer isso, posso fazer aquilo.

9. Guarde uma concessão para o final

É importante que o outro lado saia com a sensação de vitória, de ter feito um ótimo negócio. Para que isso aconteça, é preciso guardar algumas pequenas concessões para o fim da negociação. Ele sai com o ego satisfeito e você com o bolso satisfeito.

10. Tenha sempre uma alternativa

Nunca negocie sem ter outras alternativas. Quando não temos opção, ficamos inteiramente nas mãos do oponente. Se ele descobrir isso, certamente vai conseguir desequilibrar a negociação.

Veja o exemplo: numa cidade pequena, existe um comerciante que compra e vende móveis usados. Uma pessoa vai até a loja e tenta vender um fogão ao proprietário. Examine o balanço de poder dessa situação. Se o comerciante não comprar, certamente não fechará as portas por isso, já que ele tem várias opções de venda, como outros móveis no estoque.

Já a pessoa que tenta desesperadamente vender o fogão, se não concretizar a transação, talvez não consiga comprar um remédio ou se alimentar, etc.

Eu sempre digo que uma negociação bem sucedida é aquela em que você vence sem utilizar todas as armas que possui. É como em uma guerra, se o soldado utiliza todo armamento que tem, vai chegar a hora em que ele vai ter que jogar o sapato no inimigo.

Negociar bem é uma mistura de arte e ciência. Saber negociar é fundamental para seu sucesso, tanto profissional quanto pessoal. Prepare-se sempre para ser um bom negociador!



Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 0 )

Porque Você Não Cresce? Leia Sobre Verdadeiros Culpados e Aprenda evitá-los ! (por M. Chain)

Você tem treinado duro há muitos meses ou anos. Vai para academia, faz seu treino, come sua comida, mas não cresce nada. Com certeza a culpa não é sua. A culpa deve ser de alguém. Pode ser a sua genética que não ajuda. Claro, você é natural, então não dá pra ficar forte. Você trabalha e estuda longas horas todo dia. Pode ser sua mãe que não faz sua comida da maneira correta. Pode ser seu instrutor que não passa os treinos certos.

Na verdade é muito cômodo e simples tentar colocar a culpa de nossas falhas em outras pessoas, na vã tentativa de se eximir de todas elas. Se você não está crescendo, existe praticamente 100% de chances da culpa ser sua. Isso mesmo. As escolhas que você faz dia a dia são as que vão dizer se seu físico melhora ou piora. Algumas mudanças em hábitos errados dentro da sala de musculação podem fazer com você melhore de forma inimaginável. Dúvida? Vamos rever alguns conceitos e vamos pensar em alguns atos cometidos dentro da academia que vão determinar seu sucesso.


1) Falta de intensidade: Você treina pesado? Quando digo pesado, me refiro a um treino onde você usa a maior carga possível, leva todas as séries até a falha e faz todo o possível para que aquele treino tenha sido o melhor de sua vida? Ou você pára cada série quando o peso começa a ficar pesado, quando a queimação começa a te incomodar?

Sugiro que vocês assistam a um vídeo do Dorian Yates ou do Ronnie Coleman ou Levrone. Percebam que apesar deles terem uma genética fora do normal, usarem recursos e droga auxiliares, eles treinam como se tivesse um revolver apontado na cabeças deles. É assim que tem que ser. Muitas vezes vemos que eles continuam fazendo a série, mesmo quando a barreira da dor já está lá atrás. Eles forçam as últimas repetições como se aquele treino fosse a última de chance deles crescerem. E provavelmente ele é. Você pode ter treinos medianos e ter um corpo mediano, ou pode fazer treinos com altíssima intensidade ter um corpo o qual todos na rua param para olhar.


2) Falta de variedade: Nossos músculos só respondem aos estímulos por um período de tempo. Depois disso, eles param de responder e param de crescer. É bem comum ver aqueles tiozões que fazem sempre o mesmo treino. E podemos perceber que seus físicos sempre estão no mesmo patamar. Precisamos mudar a rotina de treinos frequentemente para continuar exigindo de nosso corpo coisas que ele não está acostumado a fazer. Mude a divisão de seu treino, os exercícios e a ordem na qual você os executa. Ou você pode escolher continuar fazendo sempre a mesma coisa. E seu fisico continuará sempre na mesma também.


3) Deficiência na nutrição e suplementação: Mesmo correndo risco de parecer uma vitrola quebrada, vou repetir. Vocês imaginam a importância de se alimentar a cada três horas, ingerir pelo menos dois gramas de proteína por quilo de peso corporal? Essas afirmações deveriam fazer parte de sua vida hoje se você treina a mais de seis meses. Existe um velho ditado "treina como um Leão, come igual a um gatinho." Isso é verdade, pouquíssimas pessoas se alimentam como deveriam para poder suprir suas necessidades e alimentar seus músculos de forma adequada. Quando você perde uma refeição, você estará forçando seu corpo a canibalizar massa muscular para se nutrir.

Existem pessoas muito ocupadas, o trabalho, a faculdade, os filhos. O tempo é escasso e o dia deveria ter pelo menos 40 horas. Com o advento dos shakes e barras protéicos, a vida dessas pessoas ficou mais fácil e eles conseguem suprir suas necessidades tranquilamente.


4) Escolha mal feita dos exercícios: Os melhores exercícios para se ganhar montanhas de músculos são os exercícios básicos com pesos livres.ex: Supino, Agachamento Livre, Levantamento Terra etc. O supino ainda é muito comum, mas o agachamento na barra vem sumindo, poucas academias possuem suportes para a barra de agachamento. Forçando aos alunos a fazerem agachamento no hack ou na máquina Smith. O levantamento Terra então, foi abolido. Prefere-se hoje usar puxadores, remadas na máquina com apoio no peito. Existem exercícios que vão ser muito mais vantajosos para um tipo de corpo do que para outro. Em geral os exercícios multi-articulares são os que geram maior gasto enérgico e estimulam muito mais a hipertrofia muscular e a queima da gordura. Vejo muitos meninos treinando, e eles usam muitos exercícios de isolamento; Coice no cabo para triceps, cross-over, pec-Deck, mesa extensora. É claro que um supino fechado para tríceps com 100 quilos, vai provocar muito mais alterações e estímulos para a liberação de hormônios anabólicos e síntese protéica do que um coice usando halteres de 8 quilos. É muito mais fácil e confortável, fazer uma remada com 120 quilos em uma máquina do que fazer uma remada curvado com barra com os mesmos 120 quilos. Mas na academia, todo o sacrifício tem uma recompensa. A recompensa é um fisico muito maior, mais denso e mais forte.


5) Falta de sono: É durante o sono que nós crescemos. É por isso que os bebês dormem tanto. Uma pessoa que não treina, ou que só quer ter um condicionamento legal, pode passar bem com 6 ou 7 horas de sono. Mas um cara que como você, quer ficar monstro, enorme, 7 horas não são suficientes para que todos os mecanismos de reparação e construção de seu organismo façam seu trabalho, tudo bem que varia de genética para genética, mas geralmente 8 e 9 horas de sono é uma boa. Quando você treina, não sobrecarrega só seus músculos, mas também seu sistema nervoso. Isso requer maior tempo de sono. Um pai ou mãe solteira, talvez sejam forçados a dormir seis horas por noite. Mas se você está sem dormir devido a festas e churrascos com os amigos, é melhor rever suas prioridades.


6) Overtraining: Quantos dias por semana você treina? Quanto tempo dura seu treino? Quantas séries você faz? Direta, ou indiretamente, os alunos nas academias têm sido influenciados pela maneira como os profissionais treinam. Muitas vezes os instrutores procuram informações em fontes duvidosas ou ultrapassadas. Muitas vezes, os instrutores, na tentativa de se mostrarem um "pouco" mais qualificados acham que a única maneira de se impressionar seus clientes é passando rotinas de treino muito longas e pesadas. Dessa forma o aluno vai sair do treino morto, massacrado e vai achar que tem um bom professor. A linha entre treinar pesado, de forma intensa para estimular o corpo e treinar tanto a ponto de sobrecarregar suas articulações e sistema nervoso/endócrino é muito tênue. Precisamos estimular, não massacrar nosso corpo.

Hoje temos muita informação sobre como os profissionais treinam. Temos os seus vídeos de treinamento, temos artigos em revistas e internet. Com certeza eles nos influenciam e estimulam a treinar mais pesado. Porém, temos que nos lembrar que nem sempre podemos treinar como eles. Temos que lembrar de algumas coisas antes. Primeiro, os profissionais têm uma genética totalmente fora dos padrões normais. Muitos deles já tinham 45 de braço antes de começaram a treinar com pesos. Devido a isso eles conseguem se recuperar muito mais rápido que gente. Segundo, eles também têm a recuperação acelerada pelo uso de drogas auxiliares, as quais funcionam muito melhor neles do que em nós devido a fatores genéticos. Terceiro, a maioria dos profissionais não trabalha oito horas por dia em pé ou não estudam. A vida de quase todos eles é treinar comer e dormir praticamente.

Se o seu treino demora mais de 90 minutos, mesmo que esteja fazendo pernas ou costas, ele está longo demais, é aconselhável não ir além de 60 minutos, é de suma importância margear próximo a esta meta, fatores que impõe-nos este limite?- vários, sendo que um deles é liberação excessiva de (cortisol)... Treinar mais de dois dias seguidos também pode não ser tão rentável assim. Comece a ouvir seu corpo e se estiver cansado demais, tire um dia ou dois a mais de descanso. Você perceberá que voltará para academia bem mais disposto e o treino renderá muito mais.


7) Abuso de álcool e outras drogas: Vamos entrar em um ponto polêmico aqui. Não é da minha conta o que você faz da sua vida. O que você toma ou deixa de tomar. Não vou tentar dizer a ninguém o que é moralmente certo ou errado. A escolha é sua. O que quero mostrar é que o consumo exagerado e freqüente de álcool só vai trazer prejuízos a quem treina pesado e quer ter ótimos resultados na academia. Conheço muitos universitários que vão à festas mesmo durante a semana e bebem até cair e vomitar. Consequentemente o treino no próximo dia será uma catástrofe. Além disso o álcool e a maconha interferem negativamente nos processos de recuperação do corpo após um treino. O álcool interrompe a produção de IGF-1, um potente fator de crescimento. Devido à ressaca, uma pessoa que bebeu demais pode ficar horas sem conseguir comer uma bóia refeição. A maconha é conhecida pelo seu efeito de "aumento de apetite" após o uso. Isso até seria bom se o cara fosse comer frango e batata. Mas sempre que alguém dá um tapinha, mata a fome com pizza, doces ou bolachas. Não sou padre, nem pastor, mas digo que se querem ter um ótimo físico, deixem as drogas como álcool e maconha para lá. Usando isso você até pode ter algum resultado, mas os ganhos serão em uma taxa bem mais lenta.


8 ) Extrema socialização na academia: Você é daqueles caras que conhece todo mundo na academia? Que para de máquina em máquina para cumprimentar seus amigos e dar uma xavecada nas meninas? É ótimo ser popular e é ótimo estar em um lugar onde todos são seus amigos. A socialização é um papel importante da academia. Na verdade muitos alunos só vão lá para isso. O treino é o que menos importa. Mas se você é aquela pessoa que busca um corpo excelente, que busca melhorar seu físico e leva-lo a um nível onde ninguém achava que você podia chegar, a conversa com os amigos e com as meninas terá que esperar. Digo o mesmo para as meninas que vão treinar em, duplas e ficam conversando por dez minutos antes de começar a próxima série. Como vocês poderão ter um ótimo treino se ficam falando mal da vida dos outros e se distraindo durante as séries? O treino para quem quer crescer e ter físico melhor é muito sério e demanda atenção e concentração total. Imagine você com 180 quilos nas costas fazendo agachamento e alguém chega par te perguntar como vai sua irmã? Deixe a conversa de lado durante o treino. Claro que todos têm amigos. Chegue na academia, faça seu treino e só depois vá conversar com os amigos.


9) Lesões recorrentes não tratadas: É óbvio que para ter seus melhores treinos, você precisa estar apto a usar pesos super-pesados e fazer movimentos que envolvem a coluna lombar, joelhos, ombros e cotovelos. É muito comum em pessoas que treinam, dores crônicas. Essas dores são provenientes de lesões antigas que nunca foram tratadas corretamente. As pessoas tentam ir levando o treino, enfrentando as dores ou fazendo uso crônico de anti-inflamatórios. Mesmo assim eles são obrigados a deixar de fazer exercícios que seriam muito produtivos para eles ou a usar uma carga bem abaixo do esperado. Simplesmente tentar esquecer que a dor está lá não vai faze-la ir embora. Quando se tem alguma dor crônica, o melhor a se fazer é procurar um bom fisioterapeuta e tratar a causa dos seus problemas. Você pode ser forçado a ficar de molho por algum tempo, mas quando voltar vai estar melhor, mais forte e seus treinos voltarão a ser como antes.


10) Falta auto-confiança: Com certeza este é um dos fatores mais importantes a se considerar. Uma pessoa que não confia em si mesma e não acha que pode chegar a algum lugar, dificilmente conseguirá vencer as barreiras necessárias para ter sucesso. Frases como: "Não vou conseguir erguer este peso nunca." , "Ficar grande como aquele cara é muito dificil, impossível." , "Nunca conseguirei fazer este exercício corretamente." Não devem ser ditas se você quer ficar grande. Tenha uma atitude confiante e positiva dentro da academia e em todos os aspectos de sua vida. Um corpo forte pede uma mente forte. Pare de procurar desculpas para se eximir de suas falhas e tente olhar para frente e melhorar sempre. Não deixe nada ficar entre você e seu sonho de ter um físico enorme e definido. A única coisa entre você e seus sonhos, dentro ou fora da academia é VOCÊ! Assim que você começar acreditar em si mesmo, um novo mundo se abrirá bem à sua frente.

( M. Chain)


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 4 )

EXERCÍCIOS BÁSICOS COM PESOS LIVRES

Essa é regra numero um quando se trata de ganhar massa muscular. Os pesos livres são a principal arma em nosso arsenal na academia. As máquinas, por mais eficientes que pareçam, não conseguem dar o estímulo necessário para nossos músculos. Elas podem ser muito boas para quem esteja lesionado ou se recuperando de uma lesão.Mas se seu objetivo for ficar gigante use barras e halteres.
Não estou dizendo para não usarem as máquinas, elas têm seu valor no final de um treino, quando nosso sistema nervoso está tão estressado que não pode mais controlar cargas pesadas com segurança. Use então as maquinas para isolar o músculo alvo no fim da sessão.

INTENSIDADE É TUDO!

As pessoas teimam em ficar horas na academia se matando, e pior, matando todas as possibilidades de extrair um bom resultado de seu treinamento. É muito comum as pessoas realizarem treinos intermináveis com séries incontáveis e com muuito descanso entre as séries. Grandes campeões utilizaram e ainda utilizam treinos gigantes com várias séries para cada grupo muscular. Atualmente Jay Culter, Lee Priest e o imenso, anormal Ronnie Coleman utilizam esse tipo de treino, o lendário Arnold também faz parte deste time. O que muitos não vêem é que esses caras têm uma genética privilegiada e que são atletas profissionais que comem dormem e respiram musculação, o que os permite este tipo de sobrecarga. Eles usam grande volume e o mais importante: Imensa intensidade!
Nos anos 80 surgiu no cenário Mike Mentzer e seu método de alta intensidade e volume extremamente baixo. Nos anos 90 Dorian Yates adaptou e desenvolveu um sistema de treino que na opinião de muitos é o ideal para nós, pessoas comuns. Alta intensidade e volume nem muito baixo nem muito alto. A assim foi descoberta a proporção perfeita entre volume e intensidade.
É muito comum esses atletas treinarem até cair no chão ou vomitar tudo o que comeram durante um treino pois eles utilizavam uma intensidade inigualável.
Quando for treinar, que treine com intensidade, até a falha muscular e cuidado com o intervalo entre as séries. Assim você não precisará realizar vinte séries para ombro e 40 para as pernas. Sessões de treino curtas e intensas aumentam a liberação de testosterona, igf-1 e GH e diminuem as chances de termos uma produção exacerbada de Cortisol, o hormônio catabólico.

APERFEIÇOE SUA TÉCNICA DE EXECUÇÃO DOS EXERCÍCIOS

Você precisa aprender a sentir seu músculo se você quiser faze-lo crescer. Se você não consegue sentir seu músculo contraindo e relaxando durante o treino você não está conseguindo tirar o máximo proveito de seus treinos.
Voltando ao tema genética privilegiada podemos citar novamente Coleman, e talvez Nasser. Para quem já viu em seus vídeos Mr. Coleman treina de forma horrível. Movimentos curtos e com grande impulso e com pesos extremamente altos são a Tonica de seu treino. Coleman com esse treino consegue aumentar sua massa a cada ano e se mantém livre de lesões sérias. Mas ele é dono de genética única no mundo, assim como existe só um Michael Jordan só existe um Coleman. Portanto nem pense em copiá-lo!!
Charles Glass, renomado guru americano prega a seus clientes, entre eles Gunter Schlkierkamp e Johnnie Jackson, que reduzam a carga e sintam a contração. Foi treinando assim que Gunter foi capaz de vencer Coleman no GNC PRO em 2002.
Use sempre cargas altas, mas nunca sacrifique boa execução por causa do peso. Treine seus músculos e não seu ego!!
Para aqueles que insistem em levantar cargas excessivas e sem preocupação com a execução do exercício eu aconselho para que arrumem um emprego em uma firma de mudança, pois aí estarão carregando peso o dia todo e o melhor, vão estar ganhando para isso.

NA DÚVIDA, DESCANSE
O repouso apropriado é a parte menos visada pelas pessoas. Todos seguem a regra do quanto mais, melhor. É importantíssimo aprender a ouvir os sinais que nosso corpo nos envia e segui-los apropriadamente.
Ainda se insiste em treinar seis vezes por semana sem nenhum descanso. No final das contas a pessoa acaba tão cansada no fim do período de 6 dias que seus últimos dois ou três treinos acabam sendo não muito bons. O grande stress causado pode ainda ser um grande convite para a lesão.
Para pessoas normais, e quando eu digo pessoas normais exclua desse grupo os culturistas profissionais, é vital ter um dia de intervalo no seu programa de treinamento. O ideal seria treinar dois dias sim, um dia não e assim por diante. Essa técnica permite que a musculatura seja reparada e que o glicogênio se recupere totalmente, fazendo com que as sessões de treino subseqüentes sejam mais produtivas.
As vezes nosso dia-a-dia é tão apertado que nós somos forçados a perder algumas horas de sono ou algumas refeições, com certeza isso afetará no treinamento do dia. Quando se sentir cansado e sem a energia necessária tire o dia de folga, coma e descanse para poder debulhar na academia no próximo dia.

DURMA BEM, MEU FILHO
Não, não é sua mãe que está passando a mão na sua cabeça e te levando leitinho quente na cama cara. Quem treina forte e consistentemente precisa ter no mínimo oito horas de sono de boa qualidade. Grandes culturistas podem se dar ao luxo de dormir até doze horas por dia. Se você conseguir oito horas já está ótimo.
É durante o sono que ocorrem os processos de reparação celular no músculo e liberação de alguns importantes no processo. É muito importante ingerir um shake protéico time-released antes de dormir para que se tenha uma liberação constante de aminoácidos na corrente sanguinea durante o sono.
Quando se trata de hipertrofia muscular é necessário fazermos muitos sacrifícios, dormir é um deles para alguns. Se quer ficar grande vai dormir. Infelizmente ir para a balada cinco vezes por semana está fora de questão. A vida é cheia de escolhas difíceis...

COMA , COMA e COMA
Tinha um velho anuncio de suplementos que dizia "you are a meal alway from failure" ou seja, você está a uma refeição do fracasso. Essa frase mostra a importância de se manter comendo o tempo todo para manter seu corpo abastecido por calorias e proteína. Os grandes culturistas não comem quando estão com fome, mas sim quando é a hora de comer. Eles planejam o dia e levam consigo as refeições todas preparadas em uma bolsa térmica para não ter perigo de perder a hora da comida. É muito comum ver culturistas comendo sua refeição onde quer que eles estejam. Me lembro que certa vez estava na fila de entrada do Paulista de Estreantes em São José do Rio Preto, literalmente no meio da rua, e quando olhei para trás lá estava o Jéferson Bad Boy e dois pupilos comendo frango e batata em pé na fila!! Não importava o lugar nem quem estava olhando, era hora de comer e ele tinha que fazer.
Ta certo não precisa ser tão radical e extremo assim, mas por favor, não perca suas refeições, se programe para comer e para crescer.

Treinem Forte!

Fonte: Site Diário do Culturismo.


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 0 )

Erros para evitar em um relacionamento




http://acidezfeminina.com.br/noticias/erros-para-evitar-no-relacionamento/


http://acidezfeminina.com.br/mulheres/erros-para-evitar-em-um-relacionamento-2/


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 0 )

Como ver os seguidores em comum no Twitter

Twiangulate
O Twiangulate faz uma triangulação entre os @s que você escolher e identifica quem são e quantos são os seguidores que vocês possuem em comum.

Clique em:
  • common friends para pesquisar só entre as pessoas que você e a outra pessoa escolhida segue
  • common followers para pesquisar entre a sua rede de seguidores e a da outra pessoa


WhoFollowsWho


whofollowswho
permite averiguar que usuários seguem e são seguidos entre dois ou mais perfis do Twitter.

Desta forma podem averiguar a interessantíssima informação de que fulano e beltrano são lidos por quase as mesmas pessoas, por exemplo. Ou que três usuários seguem a praticamente os mesmos perfis.


Twtrfrnd
Ttwtrfrnd é uma excelente ferramenta para ver quais seguidores (followed) que você e qualquer outro usuário do Twitter têm em comum. E faz mais, ele também diz as pessoas que ambos seguem (following).


Links para esta postagem

Read Users' Comments ( 0 )